O INÍCIO

icone_flags_engkish.png

English

Música

"O Combate"

de Raffaello de Banfield

O início

A mais remota lembrança que Nora Esteves guarda sobre a Dança foi quando entre seus três ou quatro anos de idade, sua avó Ophelia a levou para assistir no Teatro São Pedro de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, uma apresentação de uma escola de Ballet, o que a deixou fascinada. Posteriormente mudou-se para São Paulo e depois para o Rio de Janeiro. Em um carnaval, Nora escolheu fantasiar-se de bailarina.

Na primeira escola que frequentou, a professora de ginástica lhe fez muitos elogios e sugeriu à sua mãe, dado ao especial talento para a dança que ela demonstrava, que a encaminhasse para estudar ballet, pois parecia ser muito dotada para isso. Aos 8 anos entrou para a Academia de Ballet Tatiana Leskova. Meses depois, paralelamente ingressou na Escola de Danças Clássicas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, hoje Maria Olenewa. O currículo era de 7 anos, mas Nora o fez em 5, por superar as notas exigidas para passar de ano. Quem obtinha média acima de tal nota, pulava um ano.

Aos 14 anos fez exame para o Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, passando em 1º lugar numa banca presidida por Igor Mosseiev. Entrou para o Corpo de Baile, onde ficou 3 anos fazendo conjunto.

A convite de Tatiana Leskova, que então dirigia o Corpo de Baile do Theatro Municipal, chegou ao Brasil William Dollar, coreógrafo do American Ballet Theatre de Nova York. W. Dollar montou 3 programas:

No primeiro, deu a Nora um solo, “Bolero” e um “pas-de-deux” no ballet “Divertimento”, com música de Britten. No segundo programa, no ballet “Constância”, com música do 1º Concerto para piano e orquestra de Chopin, ballet inspirado na vida de Chopin, Nora fez o papel de George Sand. No terceiro programa, Dollar convocou Nora para o papel de Clorinda, no ballet “O Combate”, com música de Banfield.

Ao término desta temporada, o então Diretor do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Dr. Murilo Miranda, concedeu a Nora Esteves o título de 1ª bailarina, graças à iniciativa de William Dollar, que destacando-a do conjunto do Corpo de Baile, revelou seu talento ao grande público.

Um ano depois, Murilo Miranda foi para o Conselho Nacional de Cultura e viajou para os Estados Unidos. Em Nova York entrou em contato com o Joffrey Ballet, onde solicitou e obteve dessa escola uma bolsa de estudos para Nora Esteves.

Nora Esteves - 5 anos

5 anos

9 anos

Nora Esteves - 11 anos

11 anos

8 anos

9 anos, com irmão

19 anos

Logo.jpg

© 2019 by Nora Esteves

Nora Esteves - 9 anos