Nora Esteves chegou na Escola do Joffrey Ballet com bolsa de estudos. Após uma semana de aulas, foi comunicada que Robert Joffrey queria contratá-la como integrante da Companhia. Este foi um período muito importante no desenvolvimento técnico e no amadurecimento artístico de Nora Esteves, não só pela vivência nesta Companhia de Ballet, mas como também pela vivência numa cidade como Nova York, onde estava sozinha, fora de seu país pela primeira vez, aos 19 anos.

Nora trabalhou também com o coreógrafo Gerald Arpino, fundador da Companhia juntamente com Joffrey, um dos mais renomados coreógrafos da época no cenário da dança americana. Nesta Companhia participou de duas tournées, uma no Centro Oeste e outra na Costa Oeste dos Estados Unidos, permanecendo um ano no Joffrey Ballet.

O ponto alto de sua carreira nos Estados Unidos foi ter sido escolhida pelo mais importante nome da coreografia americana, Jerome Robbins, para fazer parte do ballet de sua autoria chamado “Moves”. Este ballet era interpretado por cinco casais, com duração de 20 minutos em absoluto silêncio. Nora obteve crítica muito elogiosa do Variety. Na companhia de Joffrey, Nora teve por mestre Hector Zaraspe, que mais tarde teria grande importância no desenvolvimento de sua carreira. A convite deste, Nora apresentou “O Corsário” com Luis Fuentes na cidade de Colônia, Alemanha, no Festival de Dança de Verão.

Zaraspe também a convidou para participar do “Ballet Spectacular”, grupo de cinco casais de varias partes do mundo, encabeçados por Margot Fonteyn e Atílio Labis, em Buenos Aires e em Montevidéu. Ainda com Luis Fuentes dançou o pas-de-deux de “Don Quixote” e “O Corsário”.

Por conta dos trabalhos com George Skibine no Brasil, Nora foi por ele convidada um ano depois, para fazer o papel-título de Sheherazade, com coreografia do próprio Skibine, em Paris, sob a direção geral de Robert Hossein, espetáculo filmado pela Televisão Francesa. Nora permaneceu na França, por 5 anos. Lá participou das seguintes companhias:

- Théâtre Populaire de Reims(Hossein/Skibine)
- Les Ballets de Marseille (Roland Petit)
- Ballet Théâtre Contemporain em Angers (Cartier/Adrêt)
- Ballet Théâtre Français de Nancy (Cartier/Trailine)
- Ballet da Ópera de Munique

Durante sua permanência no Ballet Théâtre Français, a Televisão Francesa realizou um documentário intitulado “Une Etoile de la Danse”, registrando cenas do quotidiano da artista. Como bailarina convidada participou por diversas vezes das temporadas do Teatro Massimo de Palermo.

A convite de Tatiana Leskova fez o principal papel em “O Quebra-Nozes” em Hong Kong com o Hong Kong Ballet Company, tendo como partner Jean Claude Ruiz.

Foi estrela-convidada no Festival Internacional de Ballet da Cidade de Havana, em Cuba nos anos 1986, 1992 e 1994; em 1986, também atuou na Cidade de Camaguay. Teve por partner Paulo Rodrigues em 1986 e 1992 e Francisco Timbó em 1994.

Em 1990 voltou mais uma vez a participar da Temporada Oficial do Teatro Massimo de Palermo, como bailarina-convidada. Nora obteve críticas consagradoras nas diversas cidades por que passou.

Em setembro de 2007 e 2008 Nora foi convidada para ministrar Curso de Verão de Ballet Clássico e Repertório na cidade de Crotone na Itália, na Escola Marie Taglione.

Tournées na Europa

Com o Ballet Sheherazade fez tournées por toda a França, Bélgica e Itália, com excelentes críticas.
Com Roland Petit fez tournées pela Itália e França.
Com o Ballet Théâtre Contemporain fez tournée que começou em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e estendeu-se por toda América do Sul, América Central e México em diversas cidades de cada país ao longo de dois meses e meio.
Com o Ballet Théâtre Français fez tournées pelo interior da França e diversas cidades da Alemanha.

 

 


 

 

 

www.000webhost.com